O que você sabe sobre Westworld? Se a resposta para essa pergunta for “nada” ou “quase nada”, esse texto é pra você. Minha missão não será comentar os episódios, tampouco dar spoilers e estragar sua experiência. Meu intuito é apontar motivos pelos quais você precisa assistir essa série.

Para início de conversa, é importante salientar que Westworld não é uma ideia original. A série é baseada em um filme lançado em 1973, no Brasil chamado de Westworld – Onde ninguém tem alma. Recomendo, também, não procurar mais informações sobre o filme agora para maximizar a experiência com a série. Tendo como emissora responsável a HBO, que dispensa apresentações, a série contou com o nada modesto orçamento de 100 milhões de dólares para sua primeira temporada. Não à toa, Westworld vem sendo dada como sucessora de Game of Thrones. Com temáticas diferentes, é claro, isso quer dizer que, agora que GoT está chegando ao fim, a nova série será responsável por substituí-la tanto na importância para o canal, quanto na grade de programação e no orçamento dedicado na produção e divulgação.

westworld

Mais uma questão fundamental para entender o peso dessa produção é a equipe por trás dela. Os criadores e roteiristas são, nada mais nada menos, que Lisa Joy e Jonathan Nolan. Joy ainda não tem uma vasta lista de participações, mas foi co-produtora e escritora de alguns episódios da série Burn Notice. Já seu marido, Jonathan Nolan, é responsável pelo roteiro de grandes e aclamados filmes dirigidos por seu irmão, Christopher Nolan. Para citar alguns exemplos, Jonathan roteirizou Amnésia (Memento, 2000), O Grande Truque (The Prestige, 2006), Batman: O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight, 2008) e Interestelar (Interstellar, 2014). Como se não bastasse, Westworld ainda tem produção executiva de J.J. Abrams, responsável por séries como Alias, Lost, Fringe e filmes como os novos Star Trek e Star Wars.

Achou pouco? O elenco superestrelado conta com Anthony Hopkins (eterno Hannibal do cinema), Jeffrey Wright (dos filmes Jogos Vorazes), James Marsden (dos filmes de X-Men), Ed Harris (O Show de Truman, Uma Mente Brilhante), Luke Hemsworth (irmão de Chris Hemsworth, o Thor), Evan Rachel Wood, Jimmi Simpson, Ben Barnes, Thandie Newton, Tessa Thompson, Rodrigo Santoro, entre outros.

westworld_01

Se todas essas informações não forem suficientes para chamar sua atenção ou despertar interesse pela série, ainda nem falamos sobre ela, propriamente dita. Sua produção, que durou cerca de dois anos, passou por pausas e refilmagens. Com esse histórico, as expectativas foram dando lugar a indagações sobre a qualidade final da série. Segundo informações de entrevistas com o elenco, tais pausas foram feitas para que os produtores pudessem repensar na série como um todo, não só para uma temporada, mas uma história fechada e bem amarrada para, pelo menos, 5 anos. Essa estratégia mostra a humildade e seriedade que a equipe conduz a produção.

Westworld, assim como o nome sugere, se passa num universo do velho oeste. Mas isso é tudo que você precisa saber para engrenar na série. Deixe que ela o surpreenda com suas temáticas que vão muito além do estilo, que por sinal, nem é tão velho oeste assim. Os episódios são montados de forma que não entregam nada para o espectador. O mistério é recorrente e instiga o público o tempo todo. Esse formato de surprise box é famoso pelo próprio J.J. Abrams, que utiliza desse conceito em muitas de suas obras. O melhor de Westworld é que suas sutilezas e nuances são tão bem trabalhadas e complexas que a própria série vai deixando rastros e pistas para o espectador tirar suas próprias conclusões. É inevitável a criação de inúmeras teorias a medida que a história se desenvolve e, quando tudo vai tomando forma, mesmo que alguns consigam captar o destino do roteiro, a recompensa por toda a espera e construção é uma sensação incrível de satisfação. Tudo isso aliado de uma fotografia maravilhosa, digna de cinema de alto escalão. Sem esquecer dos efeitos visuais impecáveis.

Levantando questionamentos sobre ética e até mesmo sobre a natureza humana, o roteiro vai deixando no ar várias temáticas, entrelaçando histórias de diferentes personagens e aumentando gradativamente a complexidade da trama, que se revela cada vez mais surpreendente e inteligente. Agora que a temporada já está completa, pode-se afirmar que Westworld tem 10 episódios que se completam de maneira incrível, dando total sentido ao universo criado e, ainda que deixe explicado muitos de seus mistérios, consegue insinuar um escopo geral que vai além do mostrado nesse primeiro ano. Com uma segunda temporada já confirmada para 2018, Westworld, sem dúvidas, é a melhor série do ano e já pode figurar entre as melhores que já vi. Não hesite em apostar nela.

5

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.