Tomb Raider – Nasce Uma Sobrevivente

lara-header

Linda, experiente, decidida. Lara Croft sempre encantou os jogadores com seu comportamento desprovido de qualquer medo, enquanto explorava a mais remota das ruínas, usando das clássicas pistolas para derrotar feras selvagens e esqueletos vivos. Pois bem, esqueça tudo isso. Esqueça tudo o que sabe sobre a série Tomb Raider. Este novo título surpreende, impressiona e recomeça de forma sensacional uma das séries mais famosas dos games.

Tomb Raider foi produzido pela Crystal Dynamics e a publicação ficou por conta da Square Enix, com versões para Xbox 360, Playstation 3 e PC. Trata-se de um remake que cumpriu com excelência a promessa de apresentar as origens de uma Lara Croft totalmente reformulada. A história não é lá essas coisas, embora prenda a atenção. Nossa heroína resolve partir em busca de suas próprias aventuras a bordo do navio Endurance, acompanhada de personagens igualmente destemidos. Após uma tempestade misteriosa em alto mar, todos os tripulantes tornam-se náufragos, e Lara acaba sozinha em terras misteriosas, lutando por sua sobrevivência a partir de recursos ultrapassados, na busca por seus companheiros de expedição. Aí o pesadelo começa. A bizarra ilha não é habitada por animais selvagens somente. Fanáticos adoradores de uma antiga rainha fazem do lugar palco para sacrifícios e rituais macabros. E a Croft, coitada, passa por maus bocados.

tomb_raider_screenshot_01

hunt-to-live-lg
Caçando para conseguir alimento.

01-tomb-raider-cenas-lobo-repre

Se no início fui apresentada a uma jovem tímida e inexperiente, terminei com a mais badass das mulheres. Os coadjuvantes da trama são cativantes e rendem momentos emocionantes, mas nada me admirou mais do que o cuidado com o desenvolvimento do caráter de Lara. Quando tem de matar um humano pela primeira vez, a garota hesita até perceber que seria o único modo para sobreviver. Há a incerteza da heroína toda vez que tem de matar, mas isso vai mudando de pouco em pouco com o decorrer da trama.  As frases durante o jogo passam de algo como “Por favor, não façam isso!” para “ Isso mesmo, filhos da p***, saiam do meu caminho!”. Lara Croft trocou os peitões por uma personalidade muito mais admirável e humana.

Assista ao vídeo do site IGN em que a protagonista se diverte dando combos com armamentos cada vez melhores, e mortes cada vez mais satisfatórias:

Não há tempo para descanso, o game é pura ação de alta qualidade. Os mecanismos de escalação, puzzles e exploração, características clássicas da série, continuam, mas há muito mais: a protagonista cai, rola, foge, é ferida, chora. Ela se ferra, mas nunca para. Há muitas explosões e perseguições que me fizeram perder o fôlego. A gameplay é uma tremenda correria e mantém o ritmo até o fim, evitando qualquer possibilidade de tédio. Há, também, vários itens e segredos a serem descobertos no mapa, e isso garante pontos de experiência e fragmentos que são usados, respectivamente, para obtermos skills e upgrades de equipamentos. Quanto mais evoluímos no jogo, mais os combos se tornam incríveis. Os combates não se limitam a tiros de pistola, Lara combina lutas corporais com estocadas de flechas (o arco é um armamento muito interessante e divertido) e tiros à queima-roupa, além de estourar cabeças e explodir dezenas de inimigos com lança granadas, ganhando o dobro de xp por isso. Mas se preferir, às vezes você pode ser furtivo, e aniquilar oponentes com headshots e ataques silenciosos. Em muitos momentos me sentia ansiosa pela chegada de inimigos, só para poder reduzi-los ao pó. Infelizmente, ou não, a heroína também pode morrer de diversas formas. Lara pode acabar carbonizada, partida ao meio, empalada. Eu garanto: você vai tentar matá-la só para descobrir.

TombRaider-2013-03-07-02-03-47-43

e32012-tombraider-preview-02

tomb-raider-review-3

Lara-Croft-Tomb-Raider-2013

Outro ponto extremamente belíssimo e trabalhado é o cenário baseado em territórios japoneses. Aprecio muito a cultura nipônica, mas os templos ancestrais são tão impressionantes e grandiosos que deixam qualquer jogador alerta, imaginando que tipo de criatura aqueles locais poderiam abrigar. Eu já esperava por adversários muito mais macabros do que os fanáticos que perseguiam Lara e quando eles apareceram, fiquei sem reação, sem saber como diabos seria capaz de vencê-los. Neste ponto da história o visual já é muito mais grotesco e sanguinário, com corpos de pessoas e animais por toda a parte, além da presença de seres diabólicos. Samurais fúnebres, os chamados Oni, protegem os templos, matando qualquer coisa que se mexa. Fico arrepiada ao me lembrar dos sons horripilantes que eles emitiam.

TR_Screenshots_091
Um dos gigantes, os Oni.

203160_screenshots_2013-03-07_00004

2451202-tombraider+2013-03-06+01-43-22-50

Este jogo vai te fazer vibrar do início ao fim de tão real. Me emocionei com as tragédias, e me senti culpada todas as vezes em que fiz algo dar errado. A protagonista sofreu tanto, que ao final do game eu estava feliz da vida por vê-la dar o fora daquela ilha horrorosa. Tomb Raider criou a possibilidade de um recomeço para a franquia, e eu vejo um futuro brilhante pela frente, com uma aventureira de verdade. Uma mulher que evolui, que sente. As produtoras têm em mãos uma Lara Croft que já conquistou legiões de players em poucos dias após o lançamento.

O modo multiplayer foi muito criticado, mas eu não pude experimentá-lo, e estou satisfeita até demais com o que o título me proporcionou sem ele. Se me pedissem um ponto negativo, eu não saberia apontá-lo. Portanto, jogue, aventure-se, se contente.  Afirmo com toda a certeza: você vai gostar e muito. Se já jogou, conta pra gente o que achou. Se não, tenta encontrar argumentos que me convençam de que esse jogo não é o melhor dos últimos tempos. O que não é possível, ninguém resiste ao charme dessa nova Croft.

assinatura-thais

Comentários

2 thoughts on “Tomb Raider – Nasce Uma Sobrevivente

  1. Concerteza um inovação no mundo da Lara…joguei TODOS os tomb raiders ate hoje, e confeço que esse ta entre os melhores titulos!

  2. Nunca joguei, mas me interessei bastante pelos gráficos e pelos combos insanos possíveis de se fazer, mas se quer um bom argumento de porque este não é o melhor jogo dos últimos tempos, te dou com 3 caracteres: AC3. Sem mais! Ela pode até atirar com pistolas e flechas (coisa que Connor também faz), agora transmitir a emoção de ter que matar seu próprio pai após um emocionante e quase certo caminho para uma reconciliação. Ah! Isso é só com o nosso assassino nativo americano. Desculpa ai Lara mas como diria o rei… “Esse cara É ELE”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.