“American psycho”: atrás da máscara

Sabe aquele filme que você ouve falar bem por cima e vai assistir achando que a coisa é séria, mas depois descobre que estava completamente equivocada? American Psycho definitivamente é assim!

 

tumblr_mgjdh7RedA1qldloto1_500
Patrick Bateman

O longa é a adaptação cinematográfica do livro de mesmo nome escrito por Bret Easton Ellis, o qual gerou muita polêmica quando foi lançado no começo dos anos 90 por ser considerado muito violento e chocante, com isso, a produção do filme, que estreou em 2000,  acabou sendo afetada e teve que interromper as filmagens algumas vezes, mas essa é apenas uma das curiosidades acerca da obra.

Voltando ao filme, “American psycho” conta com a direção de Mary Harron e tem Christian Bale vivendo na pele de Patrick Bateman, o yuppie do lado negro da força. Para quem nunca ouviu falar da história do longa é interessante conhecer um leve esboço do enredo, que fala da vida de um jovem da alta sociedade americana dos anos 80, os famosos yuppies workaholics, com seus ternos de marca, walkmans, musicas pop do momento e celulares tijolares, no entanto, o moço perfeitinho por fora, é o completo o inverso no lado avesso.

bateman

Daí surgem as polêmicas e incompreensões em torno do filme, é verdade que o mesmo conta com diversas cenas de violência e sexo, mas é no mínimo difícil achar esses trechos chocantes se você entende o que o longa quer passar. Todas as cenas, desde as ditas normais até as mais estranhas, são bastante exageradas, o que deixa evidente o humor negro presente e a forte crítica sobre a sociedade rica estadunidense: consumidora, fútil, individualista e hipócrita.

Para quem gosta de dar umas boas risadas American Psycho é uma ótima pedida, pois é repleto de partes, no mínimo, engraçadas, como as cenas clássicas de Patrick com um machado na mão ou correndo quase nu atrás de sua vítima com uma serra elétrica nas mãos e as mais engraçadas de Patrick com inveja do cartão de visita dos colegas de trabalho e a do psicopata tentando inserir um gatinho em um caixa eletrônico.

editamericanpsycho
Uma palinha das cenas hilárias de “American Psycho”

É importante notar que o filme não tem só Patrick como personagem, mas fica difícil reparar em mais alguém com esse maluco que enlouquece mais a cada minuto, todavia esse louco não é bem um psicopata. Quem gosta de psicologia logo nota que o nome não se encaixa bem ao personagem, Patrick é obviamente pertubado, porém é um malucão que mata e tortura suas vítimas movido a ódio e inveja, o que não caracteriza bem um psicopata. Outra questão que gera essa dúvida é o fato de, em vários trechos, permanecer a dúvida: se Patrick realmente cometeu aqueles assassinatos todos ou se tudo foi coisa da cabeça do yuppie?

O filme é bastante indicado para os amantes de cinema trash como eu, sendo comumente comparado ao “Clube da luta” e posto na lista dos grandes incompreendidos da sétima arte. No entanto, mesmo que você seja um expectador leigo ou apreciador de um filme mais “comum” vale a pena assistir ao longa com mais cuidado, para melhor entender o que este diz nas entrelinhas, as quais podem ser facilmente vistas a olho nu.

Spoiler sem censura: Pouca gente sabe, mas “American psycho” tem uma continuação cinematográfica, mas a parte dois dessa história fica para o próximo post aqui no CG.

Fontes:

http://filmow.com/psicopata-americano-t6057/

http://www.terra.com.br/cinema/suspense/psicopata.htm

http://www.imdb.com/title/tt0144084/?ref_=sr_1

http://omelete.uol.com.br/cinema/psicopata-americano/

Comentários

7 thoughts on ““American psycho”: atrás da máscara

  1. Pingback: luottoa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.