Interestelar

Interestelar

interstellar_posterUma das marcas mais presentes nos filmes do diretor Christopher Nolan sempre foi a verossimilhança que ele emprega mesmo quando trata de assuntos fantasiosos. Ainda que em seu novo filme traga um mundo em estado quase apocalíptico, assunto recorrente em Hollywood, Nolan aposta que, em um futuro não muito distante onde a humanidade já exauriu muitos recursos da Terra, pragas, infertilidade e falta de comida são os principais causadores da morte do nosso planeta.

Focado nas apresentações e relações dos personagens, o primeiro ato do longa já demonstra o grande peso dramatúrgico contido na história. O ex-piloto Cooper (Matthew McConaughey) segue a tendência de desindustrialização da Terra doente e faz seu trabalho como agricultor enquanto cuida de seu casal de filhos. A relação do pai com os filhos tem grande relevância e é usada como uma das formas de humanizar o roteiro marcado por decisões difíceis, como questionamentos e sacrifícios pela salvação.

interstellar_movie

Com o desenrolar da trama, as teorias científicas, fundamentadas na produção pelo físico Kip Thorne, começam a aparecer. Junto a elas, outra característica pertencente aos filmes de Nolan surge: as explicações. Visto que Física teórica não costuma ser assunto pautado em reuniões familiares ou rodas de amigos, os esclarecimentos feitos durante a projeção não soam exagerados. Por mais que alguns princípios já tenham sido exaustivamente explicados no cinema, Interestelar apresenta complexidade bastante elevada dos conceitos que tornam o roteiro mais crível e, de forma a assegurar maior compreensão do público, opta por se agarrar na característica elucidante de seu diretor.

Tendo a grandeza necessária para encenar o espaço, o visual apresentado é incrível. A forma encontrada para representar o buraco de minhoca, bem como o buraco negro, foi de encher os olhos. A fotografia, os planos fechados, a trilha de suspense e, por muitas vezes, o silêncio total levam o público com sutileza dos momentos de maior tranquilidade aos de grande tensão e desespero. As atuações impecáveis de McConaughey, Anne Hathaway, Jessica Chastain e Michael Caine dão a noção perfeita do drama vivido pelos personagens junto aos seus núcleos, seja na Terra, seja em busca do novo mundo.

interstellar-actors

Interstellar (no original) procura, em sua totalidade, não ferir nenhuma Lei da Física, embora encontre algumas soluções simplificadas bem tendenciosas em Hollywood. Como uma boa ficção científica, procura levantar também, questões além da ciência. A fé em algo maior como forma de apoio e esperança para um desfecho satisfatório, bem como as relações humanas e sentimentos como intuição e amor estão intrínsecas ao roteiro, tão parte da humanidade quanto a própria sede da sabedoria científica.

Numa produção de tão grande cuidado e esmero, a única deixa para ser apontada como um potencial defeito é a queda sutil de qualidade do terceiro ato em relação aos dois primeiros. Quando se estabelece um padrão tão alto, é difícil manter o nível pelas quase três horas de duração. Ancorado pela relatividade temporal, o desfecho se aproveita para simplificar os acontecimentos finais e solucionar de forma prática o clímax da obra.

Interstellar_iceworld

Entre acertos e alguns erros que não apresentam grande relevância para o roteiro, Interestelar, com suas características únicas e especiais, com todas as essências do gênero, emoção, suspense, deslumbramento, curiosidade e questionamentos, certamente entrará para a galeria dos principais filmes de ficção científica do cinema, além de contar com a incrível capacidade de mexer com os sentimentos do público e abrir a cabeça em relação a forma de pensar sobre o universo, bem como evidencia mais uma faceta que pode ser amplamente explorada do diretor Christopher Nolan.

Giuseppe Turchetti

Formado em Ciência da Computação, técnico em Informática, analista de suporte, colunista de cinema no jornal Diário de Taubaté e administrador do Censura Geek. Respiro o universo Geek todo o tempo. E ainda não conheço um fã de Batman maior que eu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *