Capitão América 2 – O Soldado Invernal

Capitão América 2 – O Soldado Invernal

captain-america-posterApós as investidas da Marvel na origem e desenvolvimento do personagem em Capitão América – O Primeiro Vingador e Os Vingadores, o estúdio aposta agora em um Steve Rogers mais maduro e verossímil ao que conhecemos dos quadrinhos. A ausência da necessidade de uma introdução mais detalhada já fornece a Capitão América 2 um tom de muito mais ação e movimento desde o primeiro ato do longa, sobressaindo-se como um dos melhores filmes do estúdio até o presente momento.

No início da trama, Steve Rogers (Chris Evans) é enviado para uma missão aparentemente tão normal quanto as que vinha fazendo para a SHIELD desde que despertou-se de seu leito no gelo. Invadindo um navio em pleno oceano, o Capitão é apresentado ao vilão Batroc, velho conhecido dos quadrinhos, interpretado pelo ex-lutador e campeão do UFC George Saint-Pierre. Ótima coreografia de luta é a marca do combate entre eles, reforçada por movimentos bem realistas através da experiência de um verdadeiro lutador na pele do vilão. A propósito, todas as cenas de luta foram feitas com grande impacto nos golpes, aliando uma boa filmagem com efeitos sonoros e visuais que fazem jus ao espetáculo, causando impressão de golpes realmente duros.

Capitao-America-2-Batroc

Passada toda a ação inicial, o filme desenvolve a verdadeira história por trás dos panos. A SHIELD está comprometida, ninguém é confiável e o retorno da HYDRA, organização independente que nasceu com o nazismo e principal oposição do Capitão na película anterior. Revelando uma trama muito maior que apenas um show sobre o personagem título, Capitão América 2 dá grande relevância àqueles que se unem a Rogers, como é o caso da Viúva Negra (Scarlett Johansson) e do Falcão (Anthony Mackie). Podemos dizer que esses ajudantes do Capitão entraram na trama de forma bem orgânica, sem forçar o roteiro e sem sobrar na narrativa.

Outro nome que aparece no título é Soldado Invernal. Uma vez que ele é interpretado por Sebastian Stan, que viveu Bucky Barnes no primeiro filme, já temos aí um spoiler de concepção que revela a identidade do inimigo de braço metálico. Dado inicialmente como uma espécie de lenda, um soldado fantasma, destaca-se como grande nêmeses do Capitão América. Com movimentos apurados, saltos, tiros e explosões, ele se mostra bem interessante, participando de sequências empolgantes que prendem a atenção do público.

Capitao-America-2-cena (2)

A direção dos irmãos Joe Russo e Anthony Russo é exemplar no que se diz respeito a manter o foco e o equilíbrio, juntar as pontas soltas e criar todo o clima de espionagem presente nessa continuação. Capitão América 2 tem pouquíssimos problemas de roteiro e peca em explicar demais em alguns momentos, mas tal decisão nem sequer abala a homogeneidade conquistada pela produção. Os fatos se sucedem de forma natural, o que colabora na imposição do ritmo dos acontecimentos. Outro quesito técnico importantíssimo é a direção artística, destacada pelo incrível trabalho de fotografia que, em muitos momentos da reprodução, faz todo o enquadramento da tela parecer ser retirada diretamente das histórias em quadrinhos. O 3D convertido, porém, é ineficiente e não agrega nada ao visual, além do já conhecido revés escurecedor da película.

Sem se esquecer do universo ao qual está inserido, Capitão América 2 presenteia os fãs cheio de pequenos Easter Eggs, cita o nome de outros Vingadores e, inclusive, de um herói místico que ainda não apareceu nas telonas. As cenas pós-crédito, marca registrada do estúdio, dão o primeiro gostinho sobre o vindouro Vingadores 2 e o futuro do próprio Capitão. Com tantos acertos em uma adaptação de quadrinhos, Captain America: The Winter Soldier, no original, ultrapassa a qualidade de outros filmes solos de heróis da Marvel e parece entonar o estilo dos próximos.

Giuseppe Turchetti

Formado em Ciência da Computação, técnico em Informática, analista de suporte, colunista de cinema no jornal Diário de Taubaté e administrador do Censura Geek. Respiro o universo Geek todo o tempo. E ainda não conheço um fã de Batman maior que eu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *